Governo decreta reforço de stocks de medicamentos e equipamentos médicos devido à Covid 19
Publicado | 2020-08-20 15:51:04
 
O Governo decretou o reforço dos stocks de medicamentos e diversos equipamentos médicos e da reserva estratégica nacional, devido à imprevisibilidade da pandemia da Covid-19.
 
No despacho publicado em Diário da República a Ministra da Saúde, Marta Temido, estabelece que as reservas de medicamentos, dispositivos médicos, equipamentos de protecção individual, reagentes e materiais de laboratório devem ser reforçados no mínimo em 20% relativamente ao consumo dos medicamentos registado no segundo semestre de 2019 e “ao consumo registado no primeiro semestre do ano em curso quanto aos demais produtos”.
O documento, elaborado a partir das orientações da Direcção-Geral da Saúde, do Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA) e do Infarmed, Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde,  refere que o esforço de assegurar as condições do Serviço Nacional de Saúde para responder à Covid-19 “tem de ser mantido, num quadro de imprevisibilidade da evolução da pandemia e do respectivo impacto” nos mercados dos diferentes produtos médicos.
O armazenamento e a distribuição da reserva estratégica nacional de medicamentos e dispositivos, por sua vez, ficam a cargo do Laboratório Militar, com a colaboração do Infarmed e das empresas fornecedoras, enquanto o INSA fica responsável pelo armazenamento dos reagentes necessários para os testes.
 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
25 25
16 15
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda