Escola de Pilotos de aviões a jacto em Beja
Publicado | 2020-08-05 10:40:33
 
Segundo o Jornal de Negócios, “o Governo quer constituir um consórcio, em Beja, para criar uma escola de pilotos de aviões a jacto, incluindo “privados que já o fazem em diversas partes do mundo”.
 

Em entrevista  aquele órgão de informação,  o ministro da Defesa, João Gomes Cravinho, garantiu que “está acertado o pagamento de 100 milhões de euros por parte da ANA para a saída da Força Aérea do Montijo, apesar de o montante ainda não estar na posse do Estado. É um negócio entre a ANA e os Ministérios das Infraestruturas e das Finanças, não participamos nisso.

Mas vindo para o Estado corresponde ao montante que será necessário para as alterações, que são muitas. Alterações que têm a ver com Beja e com Sintra.

Estão a fazer-se obras, desacelerou agora um bocadinho por causa da pandemia, mas a esquadra de instrução, que estava em Sintra, já passou para Beja. Isso é importante porque vai libertar espaço em Sintra para receber helicópteros que estavam no Montijo”, adiantou o governante.

 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
25 25
16 15
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda