Ministro da Educação questionado sobre a introdução de manuais escolares digitais nas escolas do interior
Publicado | 2020-07-30 03:46:07
 
Um grupo deputados do PS do interior do país, entre os quais se incluem os eleitos pelo círculo de Beja, Pedro do Carmo e Telma Guerreiro, questionaram o Ministro da Educação sobre a inclusão das regiões do interior no grupo das 10 escolas piloto onde vão ser introduzidos manuais escolares digitais.
 

O Governo aprovou 400 milhões de euros para universalização da Escola Digital, prevendo, nomeadamente, a aquisição de computadores, conectividade e licenças de ‘software’ para todas as escolas públicas, assim como um programa de capacitação digital dos docentes.

 No âmbito da Escola Digital, o Governo prevê o apoio à produção de novos recursos didácticos e educativos no sentido de incrementar a desmaterialização de manuais escolares, tendo sido anunciada a intenção de avançar com manuais escolares digitais num grupo de 10 escolas piloto.

Tendo em conta que "a coesão territorial é uma causa nacional" e que as "políticas públicas das mais diferentes áreas de governação (por exemplo, ao nível dos fundos comunitários, do turismo, do investimento, do ensino superior) têm adoptado medidas de discriminação positiva do interior", os parlamentares do PS defendem que "o reforço do investimento no interior deve ser continuado, incluindo no domínio da educação".

Assim, os deputados signatários da pergunta, na sua esmagadora maioria do interior do país, pretendem saber "se no grupo de 10 escolas piloto com manuais escolares digitais, o interior será devidamente contemplado". Os parlamentares do PS pedem ainda que seja facultada "indicação sobre as escolas seleccionadas, logo que a informação esteja disponível".

 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
20 19
13 11
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda