Alentejo é excepção no aumento de desempregados
Publicado | 2020-06-23 04:56:56
 
O número de desempregados inscritos nos centros de emprego aumentou 34% em Maio face ao mesmo mês do ano anterior e 4,2% comparando com Abril, segundo dados divulgados hoje, pelo Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP).
 

De acordo com o IEFP o desemprego aumentou por comparação ao mês anterior, na generalidade das regiões, com excepção do Alentejo, onde caiu 1,4%.

Quanto aos aumentos homólogos por regiões, o mais significativo registou-se no Algarve, com uma subida de 202,4%.

No oposto, encontra-se a região dos Açores, com uma quebra homóloga de 2,4%.

O desemprego aumentou nos três sectores de actividade económica face ao mês homólogo de 2019, com maior expressão no sector dos serviços, onde aumentou 44,7%.

As actividades económicas com maior expressão nas ofertas de emprego recebidas ao longo deste mês no continente foram as "actividades imobiliárias, administrativas e dos serviços de apoio" (29,1%), "comércio por grosso e a retalho"(11%), "construção"(10,6%) e "administração pública, educação, actividades de saúde e apoio social"(8,4%).

As colocações totalizaram 4.467 em todo o país, menos 43,5% face ao mês homólogo e mais 91,6% em relação ao mês anterior.

 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
30 31
15 11
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda