Projecto de 18,5 milhões de euros para o Lince Ibérico em fase final para aprovação
Publicado | 2020-06-12 05:05:50
 
O projecto LYNXCONNECT tem como objectivo central o aumento da população de lince-ibérico e reforçar a conectividade entre as subpopulações de Portugal e Espanha.
 

A União Europeia comunicou no passado mês de Maio, a todos os parceiros, que este novo projecto passou nos diferentes critérios de avaliação, tanto por consistência e qualidade técnico-financeira, como devido ao valor acrescentado para a União Europeia.

 

Por outro lado, constitui a sequência e evolução lógica do anterior projecto LIFE+Iberlince, que decorreu entre Setembro de 2011 e Junho de 2018, em cujo âmbito o ICNF e outros parceiros nacionais públicos e privados e do país vizinho, com o indispensável apoio e acolhimento por parte das populações e autoridade locais do Vale do Guadiana, conseguiu reintroduzir o lince-ibérico em território Português, com carácter estabilizado, o que não ocorria desde o final do século XX.

 

Este projecto, que agrega 20 parceiros ibéricos, tem como beneficiário coordenador a Consejería de Agricultura, Ganadería, Pesca y Desarrollo Sostenible da Junta de Andaluzia, e por parte de Portugal, para além do ICNF, participam como parceiros a Infraestruturas de Portugal, IP e a Comunidade Intermunicipal do Baixo Alentejo (CIMBAL).

 

Em termos financeiros o projecto implica um investimento total de 18,5 milhões de euros, cabendo ao ICNF um pouco menos de 1,5 milhões, sendo a taxa de financiamento de 60,67 %, o que se traduz num financiamento comunitário global de quase 11,4 milhões de euros.

Portugal, através do ICNF, da Infraestruturas de Portugal e da CIMBAL, e com o apoio de outras entidades pretende consolidar a população criada entre 2015 e 2018 no Vale do Guadiana, estabelecer pequenos núcleos populacionais que reforcem a conectividade com as subpopulações de Andaluzia, Castilla-La Mancha e da Extremadura espanholas e, ainda, equacionar a possibilidade de uma nova área de reintrodução, através da avaliação de potenciais territórios que reúnam as condições adequadas de habitat, alimento, continuidade natural e tranquilidade e aceitação social para o estabelecimento de uma nova população.

 

Paralelamente com as medidas directamente relacionadas com a espécie alvo deste projecto, serão desenvolvidas iniciativas de carácter social, de promoção, sensibilização e informação dos públicos locais e urbanos, a par de outras acções que terão efeitos positivos indirectos sobre o ecossistema mediterrânico e sobre a economia local, criando melhores condições de vida para as populações locais e proporcionando alternativas de desenvolvimento sustentável, por exemplo, através do turismo de natureza.

 

Da experiência obtida no Vale do Guadiana, a presença do lince-ibérico neste território, traduziu-se em diversas mais-valias para a população residente ou que dele depende economicamente, não tendo a sua presença constituído uma condicionante acrescida, antes pelo contrário, uma vez que atrai visitantes e passou a representar uma marca de elevada qualidade e de actratividade para esta região do Vale do Guadiana.

 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
39 39
19 20
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda