Covid-19 - Politécnico de Beja com atividades presenciais "imprescindíveis"
Publicado | 2020-05-07 07:09:30
 
O Instituto Politécnico de Beja (IPBeja) vai manter aulas à distância e permitir atividades presenciais de aulas práticas e laboratoriais "imprescindíveis" para alunos poderem concluir o ano letivo, devido à covid-19, disse hoje o presidente da instituição.
 

Em declarações à agência Lusa, João Paulo Trindade explicou que o IPBeja decidiu adotar "todos os mecanismos de flexibilidade" para permitir as atividades letivas do 2.º semestre e que os estudantes terminem o ano letivo 2019/2020 dentro do calendário escolar previsto.

Neste sentido, precisou, tal como aconteceu durante o estado de emergência, o IPBeja vai "manter no geral as aulas à distância até ao final do 2.º semestre" e, a partir do dia 18 deste mês, "abrir a possibilidade" de alunos realizarem "atividades presenciais de aulas práticas e laboratoriais imprescindíveis à conclusão do ano letivo no calendário previsto".

Segundo João Paulo Trindade, cabe às direções das quatro escolas do IPBeja identificar as disciplinas com atividades presenciais "imprescindíveis" e devem "privilegiar-se" se necessário as dos últimos anos de cada curso.

Nos casos das disciplinas identificadas, o IPBeja vai permitir, a partir do dia 18 deste mês e até ao dia 19 de junho, a presença de alunos nas suas escolas para as atividades presenciais consideradas "imprescindíveis".

O IPBeja também vai permitir que os alunos com dificuldades no acesso às aulas e à avaliação à distância "por motivos de ordem técnica e/ou de necessidade de equipamentos" possam ter acesso às suas escolas.

As atividades letivas e não letivas presenciais "deverão respeitar" as medidas definidas pelo IPBeja para "garantir o cumprimento das recomendações das autoridades de saúde" relativas à covid-19, como o distanciamento social, o uso de equipamentos de proteção individual, como máscaras, e normas de desinfeção, frisou.

João Paulo Trindade disse que há a "situação mais complicada" da "incerteza" de os alunos do curso de Enfermagem da Escola Superior de Saúde do IPBeja poderem realizar horas presenciais de ensinos clínicos e estágios em hospitais e centros de saúde.

O curso de Enfermagem inclui aulas práticas de laboratório que "poderão ser realizadas" na Escola Superior de Saúde, mas também "horas presenciais de ensinos clínicos e estágios que os alunos têm mesmo de fazer em instituições de saúde", disse.

A realização destas horas presenciais "não depende só do IPBeja e implica que as instituições de saúde possam acolher os alunos" e, atualmente, devido à covid-19, "a nível nacional, por razões óbvias, não está a ser fácil as instituições de saúde disponibilizem lugares para alunos dos cursos da área poderem realizar horas presenciais", disse.

Segundo João Paulo Trindade, o IPBeja está "em contacto" com as instituições de saúde parceiras para "avaliar a possibilidade de os alunos de Enfermagem realizarem "algumas horas presencias", mas "ainda há uma incerteza quanto a essa possibilidade".

Em relação à avaliação, o IPBeja decidiu que devem ser adotados "por norma" procedimentos de avaliação à distância, "garantindo a segurança e a igualdade de acesso por parte dos alunos, devendo concretizar-se ações que previnam, o mais possível, potenciais situações de fraude".

 

Também decidiu permitir aulas presenciais e procedimentos de avaliação presencial de aprendizagens ou ambos nos casos "devidamente justificados" e em que o recurso a plataformas tecnológicas "não seja considerado viável".

Em relação a estágios, o IPBeja permite que decorram "em alternativa ou complementarmente" de forma presencial, "mediante acordo, vontade e consentimento do aluno e da entidade acolhedora", ou à distância, "se o tipo de atividade o permitir e a entidade de acolhimento concordar".

Nos casos em que "não seja possível" uma daquelas modalidades, o estágio pode ser substituído por "metodologias e técnicas adequadas aos objetivos da formação em contexto de trabalho", como um projeto, trabalhos de aplicação, estudo de casos, ambientes de simulação remota ou monografias.

Lusa

 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
20 19
13 11
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda