Aprovado projecto ambiental para Municípios do Baixo Alentejo
Publicado | 2020-05-03 16:44:16
 
O projecto (Des)construir para a Economia Circular foi aprovado, no âmbito do Aviso – Projectos para a promoção da Economia Circular no Sector da Construção, do Programa “Ambiente, Alterações Climáticas e Economia de Baixo Carbono” do EEA Grants. Segundo informação da CIMBAL.
 

O EEA Grants é financiado pelos países doadores, Islândia, Liechtenstein e Noruega, apoiando financeiramente os Estados membros da União Europeia com maiores desvios da média europeia do PIB per capita, onde se inclui Portugal.

O projecto (Des)construir para a Economia Circular resulta de um trabalho iniciado pela CCDR Alentejo com a participação da CIMBAL, dos municípios do Baixo Alentejo e de um conjunto alargado de parceiros. Tem como principal objectivo promover uma estratégia regional para a reutilização de produtos e componentes de construção, bem como a reciclagem de resíduos de construção e demolição (RCD), reduzindo assim o impacto ambiental da construção e promovendo a sua circularidade.

O projeto aprovado tem um orçamento global de 587.801,60€, beneficiando de uma comparticipação de financiamento do EEA Grants à taxa de 85%, totalizando 499.631,58€ de apoio, para os vinte e quatro meses da sua execução.

O projecto, cujo promotor é a CIMBAL, conta com os seguintes parceiros: LNEG - Laboratório Nacional de Energia e Geologia; FCT NOVA - Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade NOVA de Lisboa; Instituto Politécnico de Portalegre - Laboratório de Economia Circular do Alentejo; Resialentejo, EIM; Smart Waste Portugal; RDF Construções, Lda.; Cercibeja; International Development Norway (Noruega); National Centre for Sustainable Production and Consumption (Roménia) e ENVIROS, s.r.o. (República Checa).

 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
27 26
11 11
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda