Covid-19 – A direcção do Centro Social e Paroquial de Safara, esclarece não haver casos positivos na instituição
Publicado | 2020-03-29 14:02:06
 
No seguimento de comentários falsos nas redes sociais que têm vindo a público em relação haver casos positivos do Covid-19 na Casa da Divina Providencia e Maria Auxiliadora Centro Social e Paroquial de Safara, a direcção, técnicos e Colaboradores da instituição em nota de imprensa enviada à nossa redacção esclarecem que:
 

“ Por se estar a viver uma altura de vários constrangimentos sociais e de uma Pandemia muito grave; por sabermos que as ERPI’S são instituições onde residem pessoas de risco, derivado à sua avançada idade e a problemas de saúde dela decorrentes; por terem existido comentários  absolutamente irresponsáveis nas redes sociais, cujo conteúdo é completamente falso, os quais  provocam o pânico, tanto nas famílias como na nossa comunidade, esclarecemos que:

- Esta instituição pauta o seu trabalho pela qualidade nos tratamentos e no apoio aos nossos utentes, sendo reconhecida por isso;

- Os colaboradores desta instituição pautam o seu trabalho por critérios da máxima qualidade possível, refletindo-se esta exigência tanto no trabalho direto com os utentes, como na sua conduta pessoal, no que diz respeito à sua vida social e familiar.

- A instituição acionou o seu Plano de Contingência ainda antes da determinação, pelo Governo, do Estado de Alerta, e muito antes de ter sido decretado o Estado de Emergência.  Este Plano de Contingência segue escrupulosamente as orientações da Direcção Geral de Saúde, estando a sua implementação a ser atentamente acompanhada pela equipa de saúde que colabora com o Lar.

- As nossas enfermeiras e o medico têm sido inexcedíveis, tanto na implementação das medidas, como no apoio aos nossos Colaboradores, sem nunca descurarem o tratamento aos nossos utentes;

-  Não, não existe qualquer caso de COVID-19 no Lar desta intuição, e neste momento nem uma constipação existe;

- Vamos ponderar atuar judicialmente contra quem tenta lançar o alarme e colocar as famílias e a comunidade em pânico, usando, para isso, o Lar de Safara.

Esta Instituição não é imune ao vírus, mas trabalhamos todos os dias para evitar que esta pandemia nos assole.

Neste momento de retiro social, e em que os nossos utentes não podem contactar pessoalmente com as suas famílias, queremos deixar a garantia de que, todos os dias, a Direcção, o pessoal técnico e as nossas colaboradoras, todos trabalhamos para o bem estar dos nossos utentes e envidamos todos os esforços para evitar que este vírus entre na instituição.

Não podemos garantir que não acontecerá; podemos, sim, garantir que tudo faremos para que não aconteça.”

 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
36 37
21 18
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda