Covid-19 - Intermarché de Moura sem problemas de abastecimento, mas pede consciência aos consumidores
Publicado | 2020-03-18 21:59:30
 
O Intermarché de Moura no seguimento das directivas da Direcção Geral da Saúde, no âmbito do COVID 19 tomou algumas medidas de segurança.
 

No entanto, naquilo que mais preocupa a população, que é o abastecimento de bens essenciais, Nuno Libereiro, proprietário da superfície comercial, referiu à Planície que “temos algumas restrições, uma delas tem a ver com a Portaria que saiu dia 15 de Março, que só permite 4 pessoas por m2. Nós só podemos ter 40 pessoas em permanência dentro da loja. Não temos nenhuma restrição em produtos, neste momento, porque não se prevê que haja falta ou dificuldades no abastecimento, pelo menos nesta fase. A única coisa que estamos a limitar é o número de frangos frescos por pessoa, porque não há produção a nível nacional. Limitamos a um frango por pessoa.”

Nuno Libereiro chama a atenção para que “as pessoas tenham a noção e consciência de que quando uma máquina está programada para produzir 100, porque se consome 80 ou 90, se passam a consumir 500, não há capacidade de resposta em termos de produção. Não há necessidade de comprarem 20 pacotes de arroz, 20 pacotes de esparguete, 30 pacotes de leite, porque as vacas não vão dar mais leite por causa desta situação. As pessoas devem ser comedidas e comprar só o que necessitam.”

No que se refere às restrições dentro do estabelecimento para protecção de todos, existem marcações no solo de distâncias entre as pessoas o horário de funcionamento passou a ser das 9h às 19h e o horário do Posto de combustível vai funcionar das 7h às 19h30.

 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
41 33
17 15
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda