ULSBA: recomendações sobre o coronavirus para viajantes e comunidade
Publicado | 2020-02-28 04:00:19
 
A Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo emitiu uma informação para os viajantes e também para a comunidade, relativamente ao coronavirus.
 
Assim, “de acordo com a informação disponível, e na presente data, não existem recomendações internacionais para restrições de viagens ou de trocas comerciais com áreas com transmissão comunitária activa do novo coronavírus, como o Norte de Itália, China, Coreia do Sul, Singapura, Japão ou Irão.
Não tendo sido reportados casos em Portugal, não estão indicadas medidas específicas de proteção. Nas áreas afectadas, a Organização Mundial da Saúde recomenda medidas de higiene, etiqueta respiratória e práticas de segurança alimentar para reduzir o risco de exposição e transmissão da doença:
• Lavar frequentemente as mãos, com água e sabão, esfregando-as bem durante pelo menos 20 segundos;
• Reforçar a lavagem das mãos antes e após a preparação de alimentos ou as refeições, após o uso da casa de banho e sempre que as mãos estejam sujas;
• Usar em alternativa, para higiene das mãos, uma solução à base de álcool;
• Usar lenços de papel (de utilização única) para se assoar;
• Deitar os lenços usados num caixote do lixo e lavar as mãos de seguida;
• Tossir ou espirrar para o braço com o cotovelo fletido, e não para as mãos;
• Evitar tocar nos olhos, no nariz e na boca com as mãos sujas ou contaminadas com secreções respiratórias;
• Evitar permanecer em locais fechados e muitos frequentados nos 14 dias após o regresso, no caso dos viajantes;
• Evitar contacto físico com outras pessoas durante 14 dias após o regresso, no caso dos viajantes.
As pessoas regressadas de qualquer área com transmissão comunitária ativa do novo coronavírus, como o Norte de Itália, China, Coreia do Sul, Singapura, Japão ou Irão, devem estar atentas ao surgimento de febre, tosse e eventual dificuldade respiratória. Se surgirem estes sintomas, não se devem deslocar aos serviços de saúde, mas ligar para o SNS24 - 808 24 24 24, e seguir as orientações que lhes forem dadas. Por regra não se recomenda qualquer tipo de isolamento de pessoas sem sintomas.”

 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
25 25
16 15
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda