Cordão humano de professores hoje junto à Assembleia da República
Publicado | 2020-01-17 04:28:21
 
Estando o Orçamento do Estado a ser discutido na especialidade, a FENPROF considera que “seria inadmissível que a Educação, a Escola Pública e os seus profissionais continuassem fora da agenda negocial entre os partidos”.
 
Assim, realizando-se, hoje à tarde, o debate de especialidade sobre Educação, com a presença do Ministro no Parlamento, a FENPROF decidiu realizar um Cordão Humano, em frente da Assembleia, a partir das 15 horas. 
O presidente do Sindicato dos Professores da Zona Sul, Manuel Nobre, sublinhou que “aproveitando a deslocação do Ministro da Educação à Assembleia da República, para ir defender o Orçamento de Estado, orçamento que das questões que os professores tem levantado nada disso está previsto no mesmo.
Entendemos isso como mais um sinal, que este governo, continua a dar, deixando de fora as questões da Educação.
Desde a tomada de posse deste governo, que os sindicatos da Educação, pedem reuniões ao ministro, sendo certo que nunca teve abertura para reunir connosco.”
O sindicalista adianta que “estamos agora perante um O.E., que é perspectiva do Governo, sem sequer termos sido ouvidos, para ir de encontro de uma ou outra medida e de haver diálogo, nada disso.
Os professores irão estar em cordão humano para dizer que este Governo não pode deixar de fora as questões que estão a afectar o corpo docente e até as próprias escolas.”
A  FENPROF para além da realização do cordão humano, decidiu convocar todos os docentes para a participação na Manifestação Nacional da Administração Pública, que se realizará em 31 de Janeiro, em Lisboa, convocando, ainda, para esse dia uma Greve Nacional de Educadores e Professores.

 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
38 41
17 19
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda