Conferência “A antiguidade tardia no sul da Lusitânia, o caso de Mértola” hoje em Beja
Publicado | 2019-12-19 04:01:26
 
O Núcleo Museológico da Rua do Sembrano, em Beja, vai ser palco, hoje, às 21h30, da Conferência “A Antiguidade Tardia no Sul da Lusitânia, o caso de Mértola”, integrada no ciclo “Sob a Terra e as águas, porque há sempre novas histórias para contar”, promovidas pela EDIA em parceria com a Câmara Municipal de Beja e Direcção Regional de Cultura do Alentejo, com o apoio da Associação para a Defesa do Património Cultural da Região de Beja.
 
Na génese destas conferências estão os trabalhos de arqueologia desenvolvidos na região durante a construção das infraestruturas do Projecto de Alqueva, intervenções que viriam a revelar-se verdadeiros almanaques para uma nova leitura da história não só da região, como de toda a Península Ibérica.
O evento tem como orador convidado o Arqueólogo Virgílio Lopes, Investigador e membro da direcção do campo Arqueológico de Mértola, elemento do Centro de Estudos de Arqueologia, Arte e Ciências do Património e Bolseiro Pós-Doutoramento da Fundação para a Ciência e Tecnologia.  
Esta conferência aborda o período histórico compreendido entre os fins do mundo Romano e os inícios da Islamização. Uma abordagem que tem como espaço geográfico o Sul do País.
Na segunda parte da conferência dar-se-á a conhecer o trabalho arqueológico realizado em Mértola no que respeita à Antiguidade Tardia e ao processo de Cristianização.
 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
41 41
17 17
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda