Alentejo passa a seca moderada/severa no final de Novembro
Publicado | 2019-12-06 04:48:55
 
De acordo com os dados do Instituto Português do Mar e da Atmosfera, (IPMA), no final de Novembro, houve um desagravamento da situação de seca meteorológica em todo o território do Continente.
 
Assim grande parte da região Norte e Centro já não está em situação de seca meteorológica, no entanto nas regiões a Sul do Tejo mantém-se a situação de seca moderada a severa e o Sotavento algarvio ainda se encontra na classe de seca extrema.
O valor médio da temperatura média do ar em Portugal continental, 12.12 °C, foi inferior ao valor normal em 0.25 °C. O valor médio da temperatura máxima do ar foi de 15.71 °C, 1.11 °C inferior ao valor normal. Valores de temperatura máxima inferiores, aos agora registados, ocorreram em 30 % dos anos, desde 1931. O valor médio da temperatura mínima do ar, 8.53 °C, foi superior ao normal em 0.62 °C, sendo o 3º valor mais alto desde 2000 (mais altos: 2006, 2009, 2014). Valores de temperatura mínima superiores, aos agora registados ocorreram em 30 % dos anos, desde 1931.
O valor médio da quantidade de precipitação em Novembro foi superior ao normal e corresponde a cerca de 150 % do valor normal mensal. De destacar a forte variabilidade espacial na distribuição da precipitação, uma vez que nas regiões do Norte e Centro os valores médios foram superiores ao normal, em particular no Minho e Douro Litoral, enquanto na região Sul os valores foram inferiores, em particular no Baixo Alentejo e Algarve.
No final do mês Novembro verificou-se um aumento dos valores de percentagem de água no solo, em relação ao final de Outubro em todo o território, sendo que no Alentejo registaram-se valores superiores a 40%.
 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
41 33
17 15
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda