Os Verdes pedem Plano de Acção de Controlo do Jacinto-de-água
Publicado | 2019-11-19 04:43:43
 
O Partido Ecologista Os Verdes entregou na Assembleia da República um Projecto de Resolução onde Recomenda ao Governo que elabore um plano de acção, de âmbito nacional, para controlo e monitorização do jacinto-de-água, identifique urgentemente zonas prioritárias, promova acções de remoção do mesmo e de recuperação dos ecossistemas afectados, envolvendo as Câmara Municipais e as Juntas de Freguesia no processo de monitorização.
 
Segundo o comunicado dos Verdes, que chegou à nossa redacção, “no caso do Guadiana os jacintos-de-água, que terão proliferado a partir de Espanha, tornaram-se também uma autêntica praga na barragem de Alqueva e respectivos cursos de água afluentes. A entidade gestora da Albufeira (EDIA) tem vindo a tomar medidas de resolução, nomeadamente através da colocação de barreiras, acções de vigilância e remoção manual e da aquisição de uma embarcação anfíbia. Esta máquina designada capivara, nome que advêm do predador natural desta espécie, movimenta-se na água e em terra, que permite a recolha e o corte desta espécie actuando, sobretudo nas margens.”
Tendo em conta que a proliferação de jacintos-de-água está a reduzir a biodiversidade endógena e a comprometer o equilibro do ecossistema, igualmente com grandes repercussões a nível económico, social e cultural e que a própria legislação já prevê a elaboração de planos de acção de espécies constantes na Lista Nacional de Espécies Invasoras, o PEV considera que é imprescindível recomendar ao governo com carácter célere e prioritário a elaboração de um plano de acção para o controlo do jacinto-de-água e a respectiva recuperação dos ecossistemas afectados, onde esteja entre outros identificadas as áreas prioritárias e contemplados apoios às autarquias locais, designadamente para a aquisição de maquinaria adequada à remoção desta espécie.

 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
16 17
9 4
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda