“Movimento Beja Merece +” satisfeito com os encontros em Bruxelas
Publicado | 2019-11-15 04:33:30
 
Uma comitiva Bejense composta por empresários, académicos, profissionais de saúde, artistas e jornalistas, esteve em Bruxelas para apresentar as suas preocupações em relação à região do Baixo Alentejo.
 
Florival Baiôa, do movimento, salientou que “nós focamos alguns problemas em termos gerais que impedem o crescimento e o desenvolvimento. É uma luta que já dura há muito tempo.  Desde o encerramento do ramal de Moura, que começaram os problemas com a ferrovia e por fim ficou o único ramal de Beja, que não encerrou porque houve movimentações populares que o impediu.”
Sobre os encontros em Bruxelas, Florival Baiôa sublinhou que “sentimos necessidade de irmos para as instituições europeias de forma a olharem para nós de outra maneira e tentarmos resolver alguns problemas. Nós vimos uma grande abertura da U.E. e do Parlamento Europeu, que nós vamos aproveitar, porque foram abertas todas as portas.”
Florival Baiôa acrescentou ainda que “o Governo português, embora receba verbas comunitárias, aparentemente tem desviado todas as verbas que nos são reservadas para outras regiões e nós continuamos exactamente nas mesmas circunstâncias de 10 anos atrás. Viemos de Bruxelas muito satisfeitos com o apoio dos eurodeputados e das instituições.”
Movimento Beja Merece + apresentou alguns problemas do Baixo Alentejo no Parlamento Europeu.

 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
16 16
11 11
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda