PCP - “situação das artes no Distrito de Beja é preocupante”
Publicado | 2019-11-04 04:06:19
 
A DOPRBE do PCP de Beja em comunicado sublinha que “o orçamento para a Cultura é manifestamente insuficiente e põe em causa o cumprimento do direito à criação.”
 
Para o PCP  “os resultados do concurso do Programa de Apoio Sustentado, na modalidade Bienal (2020-2021), promovidos pela Direcção Geral das Artes (dgARTES), onde dezenas de candidaturas, no Teatro, nas Artes Visuais, no Circo Contemporâneo e Artes de rua, na Música, na Dança, no Cruzamento Disciplinar e na Programação, ficarão de fora dos apoios públicos, é uma situação inaceitável.”
O deputado comunista eleito por Beja, João Dias afirma que “a situação é preocupante no que respeita ao apoio a estas entidades, que dependem do financiamento a 2 anos. De referir que a um Governo e a um PS local em Beja que dizia querer fazer mais e melhor, o que nós dizemos é que não basta fazer mais do mesmo, quando ainda vem   neste caso piorar a situação. “
João Dias diz ainda que “a preocupação é acrescida com o facto de a região Alentejo ser a única que sofre uma quebra nos apoios, com um corte de 8% face ao anterior concurso.”  
O PCP reuniu com agentes culturais, com o objectivo de analisar a situação em que se encontram as diversas entidades culturais e artísticas, não só no que respeita aos apoios financeiros, mas principalmente quanto a muitas outras dificuldades por que passam estes agentes culturais.

 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
17 15
10 7
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda