PCP - “situação das artes no Distrito de Beja é preocupante”
Publicado | 2019-11-04 04:06:19
 
A DOPRBE do PCP de Beja em comunicado sublinha que “o orçamento para a Cultura é manifestamente insuficiente e põe em causa o cumprimento do direito à criação.”
 
Para o PCP  “os resultados do concurso do Programa de Apoio Sustentado, na modalidade Bienal (2020-2021), promovidos pela Direcção Geral das Artes (dgARTES), onde dezenas de candidaturas, no Teatro, nas Artes Visuais, no Circo Contemporâneo e Artes de rua, na Música, na Dança, no Cruzamento Disciplinar e na Programação, ficarão de fora dos apoios públicos, é uma situação inaceitável.”
O deputado comunista eleito por Beja, João Dias afirma que “a situação é preocupante no que respeita ao apoio a estas entidades, que dependem do financiamento a 2 anos. De referir que a um Governo e a um PS local em Beja que dizia querer fazer mais e melhor, o que nós dizemos é que não basta fazer mais do mesmo, quando ainda vem   neste caso piorar a situação. “
João Dias diz ainda que “a preocupação é acrescida com o facto de a região Alentejo ser a única que sofre uma quebra nos apoios, com um corte de 8% face ao anterior concurso.”  
O PCP reuniu com agentes culturais, com o objectivo de analisar a situação em que se encontram as diversas entidades culturais e artísticas, não só no que respeita aos apoios financeiros, mas principalmente quanto a muitas outras dificuldades por que passam estes agentes culturais.

 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
15 17
10 10
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda