Cabo submarino vai ligar Sines ao Brasil num investimento de 170 milhões de euros
Publicado | 2019-10-09 04:02:06
 
A instalação de um cabo submarino transatlântico, num investimento de 170 milhões de euros, vai ligar Sines a Fortaleza, e a realização da primeira transmissão de dados está prevista para o final de 2020.
 
Esta infraestrutura, denominada Ellalink, será implementada no âmbito do projecto BELLA (Building European Link to Latin America), que agrega as redes de ciência europeia e sul-americana, e é financiado pela Comissão Europeia e por fundos privados. O cabo submarino passará ainda por Cabo Verde e pela ilha da Madeira, instalando uma capacidade de transmissão de dados de 73 terabits por segundo.
Segundo o presidente da Câmara de Sines, Nuno Mascarenhas, “a instalação do cabo EllaLink permitirá o desenvolvimento de um novo hub digital e de inovação em Sines. Estamos a trabalhar com o consórcio responsável pela instalação do cabo e também com a aicep, no sentido de captar investimento tecnológico e digital para o concelho, o que contribuirá para a diversificação da nossa economia local e para a criação de um novo cluster em Sines.”  
O presidente da Câmara Municipal de Sines deslocou-se a Bruxelas, onde foi recebido pelo eurodeputado Pedro Marques, para um encontro que integrou uma agenda de reuniões com o objectivo de apresentar as oportunidades de desenvolvimento do concelho de Sines relacionadas com a instalação do cabo submarino que ligará, já em 2020, o Brasil à Europa, a partir de Sines.

 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
15 17
6 7
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda