Apreendidos documentos históricos em Beja
Publicado | 2019-10-07 04:18:12
 
A Polícia Judiciária apreendeu na cidade de Beja vários documentos históricos, de valor incalculável, que estaria em posse de particulares.
 
“Foi no âmbito de uma investigação em curso, procedeu à apreensão de um códice factício, constituído por 165 documentos, em bifólio de papel, manuscritos, entre os anos de 1623 e 1806, contendo maioritariamente cartas originais enviadas em nome do “Rei” do “Príncipe” do “Infante” e da “duquesa de Mântua” e endereçadas a figuras ilustres da cidade de Beja.” Informou a Polícia Judiciaria.
A PJ, refere ainda que “este documento de grande relevância e valor inestimável em termos históricos, que se encontrava em posse de particulares, foi apreendido pelo facto de terem sido levantadas dúvidas, pela Câmara Municipal de Beja, relativamente ao seu eventual descaminho do espólio do Estado.”
Os documentos vão ser analisados com vista a determinar a sua autenticidade no Laboratório de Polícia Científica.
 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
19 14
8 7
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda