Aberto o mercado chinês à uva portuguesa
Publicado | 2019-09-25 04:21:54
 
Após um intenso processo de negociações técnicas e diplomáticas, foi aberto no final da semana passada, o mercado chinês à exportação de uva de mesa produzida em Portugal. Trata-se do primeiro acordo fitossanitário conseguido com as autoridades chinesas, abrindo mais uma oportunidade de crescimento para o sector hortofrutícola nacional.
 
Pode agora ter início a exportação da primeira fruta portuguesa para a China, desde que cumpridos todos os requisitos acordados entre as autoridades fitossanitárias nacionais e chinesas. 
Para o Secretário de Estado da Agricultura e Alimentação, Luís Medeiros Vieira, “esta é uma excelente notícia para o setor hortofrutícola nacional, cujas exportações têm vindo a registar uma trajetória ascendente muito consistente”. Medeiros Vieira cita os números recentes: “até ao mês de Julho, em 2019, as exportações do sector hortofrutícola ultrapassaram já os 900 milhões de euros, valor que corresponde a um crescimento de 11% face ao período homólogo”.
“O mercado chinês, que já abriu para a carne de porco, é um mercado de extrema exigência, mas de uma dimensão imensa, capaz de fazer a diferença para muitos produtores nacionais”, sublinha o governante, considerando também que “nesta matéria, é necessário ter uma estratégia de negociação consistente, assente em elevados padrões de qualidade e numa diplomacia dinâmica e com grande capacidade de resposta”.
 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
12 13
5 3
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda