Central de Cervejas adquire Água de Castello
Publicado | 2019-08-07 04:03:33
 
A Sociedade Central de Cervejas e Bebidas adquiriu 100% do capital da Mineraqua Portugal, que detém a concessão e a marca Água Castello, a um grupo de investidores privados liderado pela Capital Criativo.
 
A aquisição da concessão e da marca Água Castello fortalece a presença da Central de Cervejas no mercado das águas minerais naturais em Portugal, reforçando um portefólio que já integra a Água de Luso e Água do Cruzeiro.
Para o presidente da Câmara Municipal de Moura, Álvaro Azedo este negócio “é uma oportunidade que surge agora para que a empresa das águas de Castello, tenha um novo impulso, associado a um grande grupo da área das bebidas. Ontem tivemos a oportunidade de reunir com os responsáveis da Central de Cervejas e tudo nos conduz à criação de um vinculo importante entre a  Central de Cervejas, a cidade de Moura e a fábrica das águas de Castello.”
O edil mourense não tem dúvidas que a Água de Castello “é uma marca muito atractiva para o mercado e podemos considerar que é a melhor água gaseificada produzida no país. Temos a esperança que com este impulso tenhamos novos mercados para a água.”
O Director de Comunicação e Relações Institucionais do Grupo Central de Cervejas, Nuno Pinto de Magalhães afirmou que o Grupo adquiriu no dia 1 de Agosto a Mineraqua Portugal, que detinha a concessão e a marca Água de Castello. “Esta aquisição complementa o nosso portefólio de águas com mais uma marca com uma herança reconhecida num contexto de crescimento no mercado. A Mineraqua vai fazer parte do Grupo Central de Cervejas, à semelhança de outras empresas que temos.”
Sobre o futuro da fábrica, Nuno Pinto de Magalhães acrescentou que “nós tivemos o cuidado de informar o presidente da Câmara e o presidente da Junta em primeira mão, antes de tornarmos publica a aquisição. Tivemos uma reunião com todos os colaboradores, a quem demos as boas vindas e contamos com todos eles.”
A Água Castello vendeu cerca de cinco milhões de litros no ano passado, o que representa uma quota de cerca de 7% em volume do mercado das águas com gás em Portugal (dados da AC Nielsen). A unidade de enchimento da marca fica em Pisões, Moura, ecossistema que confere características únicas e diferenciadas a esta água mineral natural gaseificada.
 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
16 17
9 4
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda