João Dias: Distrito de Beja não pode ser esquecido
Publicado | 2019-08-07 04:00:20
 
Terminada a legislatura, com eleições marcadas para o próximo dia 6 de Outubro, o deputado do PCP eleito pelo circulo de Beja fez o balanço do mandato.
 
“Aquilo que o PCP e a CDU têm a dizer relativamente a esta legislatura é que teve características muito específicas, ou seja, uma situação política nunca vista no nosso país, em que apesar de um partido ter ganho as eleições, uma coligação, no caso o PSD e o CDS terem ganho não formaram governo. Isto veio clarificar muito bem aquela que é a votação de umas eleições legislativas, ou seja, que está em causa a eleição de deputados e não a eleição de um qualquer governo.”
O parlamentar salientou que o que foi mais positivo na legislatura que vai terminar foi “o facto de ter conseguido levar à Assembleia da República projectos que viram a luz do dia e que são agora o sólido terreno a partir do qual se pode agora construir aquilo que nós precisamos em termos de desenvolvimento regional, de combate à desertificação. Nós conseguimos acima de tudo destacar e trazer o distrito de Beja para o país saber que o distrito não pode ser esquecido, que precisa de um outro olhar. Esta população merece o respeito e a dignidade que não lhe tem sido dada, não só por este governo como por todos os outros.”
João Dias aponta como ponto mais negativo desta legislatura o facto de “apesar de termos conseguido aprovar todos estes projectos, o Governo continua a fazer orelhas moucas e continua a não querer levá-los à prática. Ficam para a próxima legislatura, de promessas estamos nós fartos, o que precisamos é de avançar com confiança.”
Para o parlamentar o PCP foi a força politica que mais projectos lei produziu (1087) e que mais  diplomas viu aprovados (450).

 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
21 21
13 10
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda