Chega ao Alentejo clones de canábis para plantação
Publicado | 2019-08-02 04:06:37
 
A The Flowr Corporation anuncia que a Holigen Holdings Limited (“Holigen”), recebeu, por intermédio da subsidiária RPK Biopharma, autorização do INFARMED para plantar canábis no projecto de Aljustrel, em Portugal.
 
Além disso, a Flowr também recebeu uma licença de exportação da instituição Health Canada, que lhe permite enviar uma remessa inicial de clones de canábis para Portugal a partir do seu campo Kelowna.
Aljustrel é um uma das duas instalações em desenvolvimento pela Holigen para produção, extracção e fabrico de canábis em Portugal. Tendo sido designado como um Projecto de Interesse Nacional (PIN) pelo governo português, esta designação permite mover rapidamente o projecto entre processos regulamentares de licenciamento, bem como potencia o acesso ao financiamento. O plano consiste em construir e operar um local de cultivo de canábis na propriedade com mais de 650.000 m2 e com uma capacidade potencial anual combinada de flores secas de canábis de aproximadamente 500.000 quilogramas. Além das operações de cultivo, prevê-se que Aljustrel inclua instalações de processamento e fabrico construídas segundo as especificações de Boas Práticas de Fabrico (GMP), que deverão apoiar planos de distribuição de produtos medicinais e API em mercados na Europa, Austrália e Ásia. A Holigen encontra-se na fase final de receber todas as licenças necessárias para operar em Aljustrel.

 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
16 17
9 4
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda