Balanço da “Operação Viajar Sem Pressa” da GNR
Publicado | 2019-07-24 06:20:14
 
A Guarda Nacional Republicana (GNR), realizou a operação “Viajar Sem Pressa” na sua área de responsabilidade, incidindo na fiscalização rodoviária intensiva de controlo da velocidade, com o objectivo de promover uma cultura que resulte em comportamentos mais seguros por parte dos condutores e na diminuição da sinistralidade rodoviária grave.
 

Durante toda a operação, a GNR fiscalizou mais de 33 mil condutores e detectou 13 672 contraordenações rodoviárias, das quais se destacam: 5 601 por excesso de velocidade; 672 por falta de inspecção periódica obrigatória; 527 relacionadas com anomalias nos sistemas de iluminação e sinalização; 526 por condução com taxa de álcool no sangue superior ao permitido por lei. Segundo o comunicado da GNR o excesso de velocidade em Portugal continua a constituir uma das principais causas da sinistralidade rodoviária grave. Importa salientar que quando a velocidade duplica, a distância de travagem quadruplica e, em caso de acidente, a probabilidade de resultarem vítimas mortais ou feridos graves aumenta 8 a 16 vezes.

 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
15 17
6 7
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda