Gestão da Água – CDU de Moura acusa governação PS na Câmara de subir divida
Publicado | 2019-07-10 04:49:44
 
A não aprovação da criação de uma empresa intermunicipal para a gestão da água em baixa no Distrito de Beja fez com que as forças políticas da região clarificassem as suas posições sobre o problema. Assim a Comissão Coordenadora da CDU de Moura emitiu uma nota em relação à sua posição relativamente ao concelho de Moura.
 
O vereador da CDU da Câmara Municipal de Moura, André Linhas Roxas, sublinhou que “estando o assunto na ordem do dia, relativamente ao processo de constituição de uma empresa para gestão do sistema de abastecimento de água em baixa e saneamento, importa dar a conhecer o que tem sido o nosso trabalho e a posição da CDU de Moura apesar de já ter existido uma a nível regional. Os eleitos da CDU na Câmara Municipal de Moura, definiram a sua posição estratégica contra esta solução desde o início do mandato em 2017, a gestão da água em baixa na esfera municipal é uma linha vermelha que não pode ser ultrapassada.”
André Linhas Roxas acrescentou que “a privatização, ou a concentração empresarial do negócio em baixa trará grandes prejuízos para as populações, através do aumento dos preços e da redução do volume dos investimentos. Os vereadores da CDU apresentaram uma proposta para a desvinculação deste processo em reunião de Câmara, proposta essa que foi rejeitada pelos eleitos do PS na Câmara Municipal.”
O vereador adiantou ainda que “em menos de 2 anos de governação do PS na Câmara a divida às Águas do Alentejo, subiu para mais de um milhão e oitocentos mil euros (mais 700 mil euros do que o apresentado nas contas no final do mandato). A actual maioria PS na Câmara antes de prometer que pagará até ao último cêntimo esta divida, deveria explicar aos habitantes do concelho, porque é que em 2 anos não só não pagou um cêntimo desta divida como a aumentou em 700 mil euros. Agora, em 2019, volta à divida da água, argumento que está a transformar num autêntico abono de família que serve de desculpa para quem, verdadeiramente, mais nada tem para oferecer ao concelho de Moura. “
André Linhas Roxas salienta que “uma mentira muitas vezes dita, não se transforma em verdade. Para questões reais não podemos ter soluções virtuais! Temos que ter soluções reais, objectivas e sustentáveis. “
A CDU vai apresentar um novo projecto em reunião de Câmara com soluções para o problema da água no concelho.

 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
15 17
6 7
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda