Plataforma Alentejo troca opiniões sobre estratégia para a região
Publicado | 2019-07-08 06:31:18
 
A Plataforma Alentejo nas suas várias actividades de sensibilização das Instituições e Entidades responsáveis pela tomada de decisões relacionadas com as medidas constantes na sua “Estratégia Integrada de Acessibilidade Sustentável do Alentejo nas ligações Nacional e Internacional” (acessibilidades ferroviárias e rodoviárias de interesse nacional e indispensáveis ao desenvolvimento harmonioso de todo o Alentejo, reuniu com a Presidente do Conselho Superior das Obras Públicas, Natércia Magalhães Cabral e no com o novo Secretário de Estado das Infraestruturas, Jorge Delgado, como explicou à Planície José Soeiro da Plataforma. “Pensamos que foram 2 reuniões muito uteis porque permitiram uma ampla troca de opiniões sobre as propostas da Plataforma, que tem vindo a ganhar espaço.”
 

José Soeiro sublinhou  que “das respostas às questões colocadas resulta evidente uma evolução positiva sobre as soluções em consideração, sobretudo em relação à ferrovia, quer no que concerne à modernização e electrificação do troço Casa Branca-Beja (que com novo material circulante poderá assegurar ligações directas Beja-Lisboa,  quer quanto às perspectivas de utilização do troço Beja-Funcheira, sobretudo para carga, como redundância à solução da ligação Sines-Caia/Badajoz pelo Poceirão, cuja electrificação e modernização é fundamental,  não só para garantir e dar coerência à rede ferroviária do Alentejo  mas igualmente para assegurar soluções de segurança, reforço e viabilidade de um verdadeiro Plano Nacional  de Transportes, coerente e ambientalmente sustentável que sirva o interesse Nacional. “

Acrescentou ainda que “na sequência da entrega da Petição Pública -Plataforma Alentejo – Estratégia Integrada de Acessibilidade Sustentável do Alentejo nas ligações Nacional e Internacional-, na Assembleia da República, e na sequência do processo parlamentar resultante da mesma, teve lugar no passado dia 21.6.2019 uma audição de representantes da Plataforma Alentejo na Comissão de Ambiente, Ordenamento do Território, Descentralização, Poder Local e Habitação presidida pela Deputada Heloísa Apolónia, relatora nomeada para a referida Petição.

Atendendo à impossibilidade da discussão da referida Petição na corrente legislatura deverá a mesma transitar para o início da próxima o que permitirá ao Secretariado da - Plataforma Alentejo - beneficiar de um melhor conhecimento sobre as matérias que constituem o objecto da mesma, ou seja, o PNPOT agora aprovado pela Assembleia da República e as implicações  resultantes do mesmo em relação à revisão do PROT Alentejo e o PNI2030 cuja discussão irá prosseguir após a apreciação em curso na Assembleia da República, pois, da apreciação em curso não irá resultar a aprovação de qualquer proposta de lei.”

Está também prevista uma reunião a realizar-se amanhã com o Presidente do Conselho de Administração da Infraestruturas de Portugal (I.P.) e com o Conselho de Administração dos Comboios de Portugal (C.P.)  as quais se inserem ainda nesta primeira fase da intervenção da Plataforma Alentejo a qual deverá estar concluída até final do corrente mês.

 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
30 34
14 13
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda