Plataforma Alentejo troca opiniões sobre estratégia para a região
Publicado | 2019-07-08 06:31:18
 
A Plataforma Alentejo nas suas várias actividades de sensibilização das Instituições e Entidades responsáveis pela tomada de decisões relacionadas com as medidas constantes na sua “Estratégia Integrada de Acessibilidade Sustentável do Alentejo nas ligações Nacional e Internacional” (acessibilidades ferroviárias e rodoviárias de interesse nacional e indispensáveis ao desenvolvimento harmonioso de todo o Alentejo, reuniu com a Presidente do Conselho Superior das Obras Públicas, Natércia Magalhães Cabral e no com o novo Secretário de Estado das Infraestruturas, Jorge Delgado, como explicou à Planície José Soeiro da Plataforma. “Pensamos que foram 2 reuniões muito uteis porque permitiram uma ampla troca de opiniões sobre as propostas da Plataforma, que tem vindo a ganhar espaço.”
 

José Soeiro sublinhou  que “das respostas às questões colocadas resulta evidente uma evolução positiva sobre as soluções em consideração, sobretudo em relação à ferrovia, quer no que concerne à modernização e electrificação do troço Casa Branca-Beja (que com novo material circulante poderá assegurar ligações directas Beja-Lisboa,  quer quanto às perspectivas de utilização do troço Beja-Funcheira, sobretudo para carga, como redundância à solução da ligação Sines-Caia/Badajoz pelo Poceirão, cuja electrificação e modernização é fundamental,  não só para garantir e dar coerência à rede ferroviária do Alentejo  mas igualmente para assegurar soluções de segurança, reforço e viabilidade de um verdadeiro Plano Nacional  de Transportes, coerente e ambientalmente sustentável que sirva o interesse Nacional. “

Acrescentou ainda que “na sequência da entrega da Petição Pública -Plataforma Alentejo – Estratégia Integrada de Acessibilidade Sustentável do Alentejo nas ligações Nacional e Internacional-, na Assembleia da República, e na sequência do processo parlamentar resultante da mesma, teve lugar no passado dia 21.6.2019 uma audição de representantes da Plataforma Alentejo na Comissão de Ambiente, Ordenamento do Território, Descentralização, Poder Local e Habitação presidida pela Deputada Heloísa Apolónia, relatora nomeada para a referida Petição.

Atendendo à impossibilidade da discussão da referida Petição na corrente legislatura deverá a mesma transitar para o início da próxima o que permitirá ao Secretariado da - Plataforma Alentejo - beneficiar de um melhor conhecimento sobre as matérias que constituem o objecto da mesma, ou seja, o PNPOT agora aprovado pela Assembleia da República e as implicações  resultantes do mesmo em relação à revisão do PROT Alentejo e o PNI2030 cuja discussão irá prosseguir após a apreciação em curso na Assembleia da República, pois, da apreciação em curso não irá resultar a aprovação de qualquer proposta de lei.”

Está também prevista uma reunião a realizar-se amanhã com o Presidente do Conselho de Administração da Infraestruturas de Portugal (I.P.) e com o Conselho de Administração dos Comboios de Portugal (C.P.)  as quais se inserem ainda nesta primeira fase da intervenção da Plataforma Alentejo a qual deverá estar concluída até final do corrente mês.

 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
15 17
6 12
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda