PSD teme encerramento definitivo do serviço de obstetrícia no Hospital de Beja
Publicado | 2019-06-26 04:51:48
 
Em audição regimental na Assembleia da República, a Deputada Nilza de Sena questionou a Ministra da Saúde sobre carências no Hospital de Beja, nomeadamente no serviço de obstetrícia.
 
A parlamentar sublinhou que “questionei a Ministra na sequência de notícias que foram tornadas públicas, de risco no Hospital de Beja, de carência ainda mais gravosa de médicos sobretudo de obstetras.” E adiantou que “sabemos que a falta de obstetras se estendeu a outras regiões do país, mas em Beja não temos só o risco de vir a fechar pontualmente no verão, mas de fechar permanentemente. A Srª ministra ao início negou as evidências e depois disse que estava a tentar fazer os possíveis para minorar as dificuldades.”
Nilza de Sena acrescentou que “Beja precisa de pelo menos 16 a 18 médicos desta especialidade para assegurar as escalas e só tem 5! Os concursos dos últimos 10 anos ficaram sempre desertos nessa especialidade e o governo não está a fazer nada para criar incentivos à fixação destes profissionais.”
A parlamentar sublinhou ainda que para se fixar pessoas nesta região, evitar a desertificação é necessário criar condições para as pessoas terem o mínimo de condições, não só económicas como de saúde.

 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
35 35
16 18
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda