PSD teme encerramento definitivo do serviço de obstetrícia no Hospital de Beja
Publicado | 2019-06-26 04:51:48
 
Em audição regimental na Assembleia da República, a Deputada Nilza de Sena questionou a Ministra da Saúde sobre carências no Hospital de Beja, nomeadamente no serviço de obstetrícia.
 
A parlamentar sublinhou que “questionei a Ministra na sequência de notícias que foram tornadas públicas, de risco no Hospital de Beja, de carência ainda mais gravosa de médicos sobretudo de obstetras.” E adiantou que “sabemos que a falta de obstetras se estendeu a outras regiões do país, mas em Beja não temos só o risco de vir a fechar pontualmente no verão, mas de fechar permanentemente. A Srª ministra ao início negou as evidências e depois disse que estava a tentar fazer os possíveis para minorar as dificuldades.”
Nilza de Sena acrescentou que “Beja precisa de pelo menos 16 a 18 médicos desta especialidade para assegurar as escalas e só tem 5! Os concursos dos últimos 10 anos ficaram sempre desertos nessa especialidade e o governo não está a fazer nada para criar incentivos à fixação destes profissionais.”
A parlamentar sublinhou ainda que para se fixar pessoas nesta região, evitar a desertificação é necessário criar condições para as pessoas terem o mínimo de condições, não só económicas como de saúde.

 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
15 17
6 7
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda