Reunião em Barrancos de bombeiros espanhóis e portugueses para a prevenção de incêndios
Publicado | 2019-06-25 05:03:09
 
Realizaram-se na Herdade da Coitadinha em Barrancos as jornadas hispano-lusas de prevenção de incêndios, que juntaram Bombeiros de ambos os países.
 
Segundo informação publicada pela EDIA, o fogo não respeita fronteiras e assim foi assinado o ano passado um protocolo em que na zona da raia os bombeiros de ambos os países podem actuar num perímetro fronteiriço de 25 km sem necessidade de autorização.
Assim foi criada uma rede de postos de vigilância em que quem está a vigiar numa torre portuguesa pode falar com uma torre espanhola ou com o posto de coordenação espanhol. A rede sul situa-se a norte de Huelva e a sul de Badajoz e na região de fronteira do Alentejo. Um dos exemplos é a região de Barrancos, onde nem existe a barreira do idioma, porque todos falam castelhano. Com base na Serra de Huelva o posto de Atalaya comparte a frequência de comunicação com a base portuguesa de Barrancos.
Na Herdade da Coitadinha 4 pessoas fazem a vigilância e em caso de alguma ocorrência podem avisar o posto de coordenação em Beja e o da Extremadura e Andaluzia.
O objectivo deste programa é poder actuar o mais rápido possível, evitando a propagação dos incêndios.

 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
35 35
16 18
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda