Governo afirma que rede primária de combate a incêndios estará concluída em três anos
Publicado | 2019-05-22 04:00:13
 
O Secretário de Estado das Florestas e do Desenvolvimento Rural, Miguel Freitas, afirmou que vão ser investidos mais 18 milhões de euros para a conclusão da rede primária de combate a incêndios.
 
Os concursos estão lançados pelo Instituto da Conservação da Natureza e Florestas (ICNF) e prevê-se que, nos próximos três anos, sejam executados mais 3750 quilómetros desta rede primária estruturante.
Sobre o reforço de meios do ICNF, o Secretário de Estado referiu, na abertura do evento, que o objectivo do Governo é chegar, em 2019, às 500 equipas de sapadores, criando também uma força de sapadores bombeiros.
«Pela primeira vez, o ICNF será dotado de um corpo próprio de 18 brigadas a nível nacional para uma forma especializada de prevenção e de combate florestal» disse Miguel Freitas, acrescentando que «os bombeiros farão prioritariamente a defesa de pessoas e bens» e os sapadores bombeiros ficarão responsáveis pelo «combate especializado aos incêndios florestais».
O Secretário de Estado disse também que será publicado, em breve, um diploma que permitirá às comunidades intermunicipais «transformarem as suas brigadas de sapadores florestais em brigadas de sapadores bombeiros» e que a mesma medida poderá ser alargada às associações de produtores florestais.
 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
30 34
14 13
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda