Governo afirma que rede primária de combate a incêndios estará concluída em três anos
Publicado | 2019-05-22 04:00:13
 
O Secretário de Estado das Florestas e do Desenvolvimento Rural, Miguel Freitas, afirmou que vão ser investidos mais 18 milhões de euros para a conclusão da rede primária de combate a incêndios.
 
Os concursos estão lançados pelo Instituto da Conservação da Natureza e Florestas (ICNF) e prevê-se que, nos próximos três anos, sejam executados mais 3750 quilómetros desta rede primária estruturante.
Sobre o reforço de meios do ICNF, o Secretário de Estado referiu, na abertura do evento, que o objectivo do Governo é chegar, em 2019, às 500 equipas de sapadores, criando também uma força de sapadores bombeiros.
«Pela primeira vez, o ICNF será dotado de um corpo próprio de 18 brigadas a nível nacional para uma forma especializada de prevenção e de combate florestal» disse Miguel Freitas, acrescentando que «os bombeiros farão prioritariamente a defesa de pessoas e bens» e os sapadores bombeiros ficarão responsáveis pelo «combate especializado aos incêndios florestais».
O Secretário de Estado disse também que será publicado, em breve, um diploma que permitirá às comunidades intermunicipais «transformarem as suas brigadas de sapadores florestais em brigadas de sapadores bombeiros» e que a mesma medida poderá ser alargada às associações de produtores florestais.
 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
15 17
6 7
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda