Estratégia do Turismo 2027 - PSD aprova resolução para valorização dos territórios dos concelhos de Moura, Mourão, Barrancos e Serpa
Publicado | 2019-05-16 04:53:31
 
A deputada do PSD eleita por Beja , Nilza de Sena, juntamente com outros deputados do partido aprovaram uma recomendação ao Governo para que este elabore o plano de gestão do sítio e ZPE que abrange os territórios dos concelhos de Moura, Mourão, Barrancos e Serpa, na estratégia do Turismo 2027, consagrando a natureza como activo estratégico e contendo mecanismos de combate à sazonalidade, criando medidas especiais de apoio à agricultura e às agroindústrias.
 
Segundo os deputados, “os territórios dos concelhos de Moura, Mourão, Barrancos e Serpa incluídos na rede natura 2000, apresentam muitas potencialidades que, tendo em conta as mais-valias que representam noutros sectores da economia não podem ser ignorados.
Assim os parlamentares salientam “as actividades agrícolas e florestais que podem ser desenvolvidas no território com medidas que permitiriam cumprir (parcialmente) as disposições da criação das áreas de Rede Natura em apreço. Todavia, estas medidas ou não chegaram a abrir a candidaturas ou abriram uma única vez.
Também em termos de perspectivas futuras no contexto do novo PDR, o olival e outras culturas permanentes, que, a par da produção de produtos tradicionais específicos, pode e deve ser olhado como um património com forte potencial estratégico para o desenvolvimento.
Os sistemas extensivos (sequeiro e pecuária), essenciais para a salvaguarda dos valores presentes na ZPE deles dependendo as aves estepárias.
O Montado e os azinhais constituem habitats classificados pela Directiva Habitats, sendo sistemas identitários que albergam uma elevada biodiversidade e que estão associados a produtos locais altamente valorizados.
Os maciços arbóreos de alto valor de conservação, que localizados nas áreas associadas às linhas de água e elevações calcárias do Sítio Moura-Barrancos, apresentado grande densidade de vegetação, constituem área de alimento e abrigo para muitas espécies.
Turismo em Rede Natura 2000 - Desafios para o desenvolvimento Local com a elaboração de Planos de Gestão que estabeleçam as medidas e ações de conservação, visando a compatibilização da conservação dos valores naturais com as actividades neles praticadas.
Agro-indústria Local potenciada com o aumento da disponibilidade de água para o regadio, fruto do Empreendimento de Fins múltiplos de Alqueva, associado a um clima propício e á qualidade dos solos.”
Os deputados sugeriram ao Governo que se elabore o Plano de Gestão em falta no prazo de um ano, que estabeleça as medidas e acções de conservação, visando a compatibilização da conservação dos valores naturais com as actividades praticadas no Sítio e na ZPE. Os parlamentares sublinharam a “estratégia do Turismo 2027 que consagra a natureza como activo estratégico, contenha mecanismos de combate à sazonalidade, contendo apoio a estruturas de itinerários e infraestruturas complementares às actividades.
Que se criem medidas especiais de apoio aos agricultores e às agroindústrias existentes e às que futuramente se venham a instalar neste território, para aproveitar e incrementar o potencial do Empreendimento de Fins Múltiplos do Alqueva e a sua importância estratégica para o País.”
 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
19 14
8 7
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda