Preço da carne de porco vai subir de preço devido às exportações para a China
Publicado | 2019-05-13 04:25:09
 
Devido a um vírus que está a dizimar os porcos na China, os suinicultores portugueses estão a aproveitar a oportunidade para subir o preço nas exportação que prevê-se venha a duplicar.
 
Mas tudo indica que o preço para os consumidores portugueses também irá aumentar.
Segundo o Jornal de negócios, estima-se que este ano a China vai comprar cerca de 80 mil toneladas de carne nacional, o equivalente a um sexto do volume abatido anualmente no país. 
Com 700 produtores industriais em Portugal, o negócio da carne de porco ascendeu em 2018 a 520 milhões de euros. Apesar da ligeira subida em termos homólogos, o sector ainda está aquém dos 600 milhões que valia em 2015, quando iniciou a quebra “sobretudo pelo preço pago ao produtor”. 
No ano passado, as vendas no exterior encolheram para metade, a rondar os 50 milhões de euros, num “rombo sobretudo por causa da Venezuela, que era o principal mercado e desapareceu”. 
Desde o final de 2018, há oito matadouros portugueses homologados para exportar para a China, mas apenas três – dois já tinham capacidade para aumentar produção e um terceiro foi reactivado – estão a trabalhar com regularidade e a vender efectivamente desde Janeiro. 
O mercado nacional é deficitário em termos de produção – só assegura 65% do que consome – e também de abastecimento (80%), uma vez que importa suínos vivos para abate. A quase totalidade da carne importada vem dos nossos vizinhos espanhóis, que são o terceiro maior produtor mundial de porcos.
 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
13 15
4 8
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda