Mil milhões de euros para jovens agricultores
Publicado | 2019-05-02 04:45:42
 
O pacote de mil milhões de EUR, anunciado pelo comissário responsável pela Agricultura, Phil Hogan, e pelo vice-presidente do BEI, Andrew McDowell, tem por objectivo alargar o acesso dos agricultores da UE ao financiamento, em especial os jovens agricultores.
 
O comissário responsável pela Agricultura e pelo Desenvolvimento Rural, declarou: «O acesso ao financiamento é crucial e constitui muitas vezes um obstáculo para os jovens que pretendem abraçar esta profissão. Dado que 11 % dos agricultores europeus têm menos de 40 anos, o apoio aos jovens agricultores constitui uma prioridade para a Comissão Europeia e a política agrícola comum pós-2020.» 
Para o  vice-presidente do BEI responsável pela Agricultura e a Bioeconomia, Andrew McDowell, «o sector agrícola é a espinha dorsal da economia da UE e tem uma função fundamental a desempenhar, não só na produção de alimentos saudáveis, mas também na luta contra as alterações climáticas e a preservação do ambiente. O BEI perspectiva o futuro do sector e pretende, com esta nova iniciativa, colmatar uma importante lacuna do mercado, o acesso ao financiamento que falta aos agricultores, em especial à próxima geração de agricultores. Esta linha de crédito apoiará igualmente o crescimento e a competitividade da agricultura/bioeconomia, mediante a preservação e a criação de emprego nas regiões rurais e costeiras.»
O programa será gerido a nível dos Estados-Membros, por bancos e sociedades de locação financeira que operam em toda a UE. Os bancos participantes devem igualar o montante autorizado pelo BEI, o que significa um potencial montante total de 2 mil milhões de EUR, devendo ser dada prioridade aos jovens agricultores.
Esta nova linha de crédito faz parte de uma iniciativa conjunta «Jovens Agricultores», entre a Comissão Europeia e o BEI, que visa associar o apoio existente do Fundo Europeu Agrícola de Desenvolvimento Rural (FEADER) aos meios financeiros e conhecimentos especializados do BEI. Além da linha de crédito, o programa inclui a utilização continuada das subvenções do FEADER por jovens agricultores e empresas em fase de arranque, sob forma de bonificações de juros ou de assistência técnica, em combinação com instrumentos financeiros. 

 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
30 29
18 17
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda