Municípios de Moura, Barrancos, Mourão e Vidigueira explanaram as suas preocupações sobre as vias ao Governo
Publicado | 2019-04-04 04:18:58
 
No passado dia 18 de Março os municípios de Moura, Barrancos, Mourão e Vidigueira uniram-se para realizar uma Marcha Lenta que teve como objectivo chamar a atenção do Governo para os problemas com que estes três concelhos se debatem, diariamente, no que às acessibilidades diz respeito.
 
Deste acto de protesto resultou uma reunião com o Ministro da Tutela, Pedro Nuno Santos, que teve lugar ontem em Lisboa.
O presidente da Câmara Municipal de Moura, Álvaro Azedo no final da reunião disse à Planície que” os municípios associados deixaram as suas preocupações quanto às vias que é o tema da nossa contestação. Frisamos como grande prioridade o eixo Barrancos-Moura Vidigueira e a ponte do Sobreiro que apresenta danos estruturais que podem colocar em perigo quem nela circula. Para nós é importante também pugnar a manutenção, coisa que não tem acontecido. Só sucedeu quando os municípios se levantaram e começaram a contestação.” 
O autarca mourense adiantou ainda que “Não aceitamos a continuar a ser esquecidos, com estradas do terceiro mundo. No próximo mês, mês e meio, vamos ter feedback do ministro, que vai reunir com as Infraestruturas de Portugal, para nos dizer que calendário vamos ter no que toca às intervenções.”
Aguarda-se que o Ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos e a Infraestruturas de Portugal avancem com as obras para resolver os problemas que se verificam nas estradas nacionais N.º 258, N.º 385, N.º 386, N.º 387 e na estrada regional N.º 258, que constituem importantes vias, quer na ligação entre concelhos, quer como eixo de proximidade com Espanha ou na ligação ferrovia Beja/Lisboa.
 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
15 17
6 7
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda