Parlamento Europeu vota a favor do fim da mudança da hora em 2021
Publicado | 2019-03-27 04:45:00
 
O Parlamento Europeu pronunciou-se ontem, em Estrasburgo, a favor da proposta do fim da mudança de hora bianual, mas apenas em 2021, e não já este ano, com propunha inicialmente a Comissão Europeia.
 
Depois de a assembleia ter aprovado um relatório da comissão parlamentar de Transportes com 410 votos a favor, 192 contra e 51 abstenções, falta agora que os Estados-membros cheguem a uma posição comum em sede do Conselho da UE, devendo depois a proposta de directiva ser acertada entre estas duas instituições.

Segundo o Parlamento, “caberá a cada Estado-membro decidir se quer aplicar a hora de verão ou a hora de inverno, mas os países da UE deverão todavia coordenar entre si a escolha das respectivas horas legais, de modo a salvaguardar o bom funcionamento do mercado interno, e notificar essa decisão a Bruxelas até 1 de Abril de 2020, o mais tardar.”

O relatório propõe que a última mudança obrigatória para a hora de verão ocorra no último domingo de Março de 2021. Os Estados-membros que optem pela hora de inverno acertariam ainda uma vez os relógios no último domingo de Outubro de 2021. Após essa data, as mudanças de hora sazonais deixariam de ser possíveis.

Actualmente, existem três fusos horários na UE: a hora da Europa Ocidental ou Tempo Médio de Greenwich (Portugal, Irlanda e Reino Unido), a hora da Europa Central (17 Estados-membros), e a hora da Europa Oriental (Bulgária, Chipre, Estónia, Finlândia, Grécia, Letónia, Lituânia e Roménia). Para os Açores e as Ilhas Canárias vigoram disposições especiais.

Recordamos que a mudança para a hora de Verão vai ter lugar no próximo dia 30 de Março, sábado, passando da meia noite para a uma, ou seja adianta-se o relógio uma hora.
 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
19 19
6 8
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda