PS do Baixo Alentejo critica decisão da CNE, afirmando ser uma “Lei da Rolha”
Publicado | 2019-03-13 04:34:18
 
A federação do PS do Baixo Alentejo efectuou uma tomada de posição sobre a Comissão nacional de eleições e as Autarquias Locais.
 
Em causa está o facto de a CNE querer que as Autarquias locais, durante o período eleitoral, suspendam a sua acção, prevista em planos de actividade e orçamento, sustentada em oportunidades de aproveitamento de financiamentos comunitários ou impulsionadas pelas dinâmicas das comunidades e dos territórios.
O presidente da Federação, Pedro do Carmo, sublinhou à Planície que “é uma decisão sem pés nem cabeça, sem fundamento e muita falta de senso. Estamos numa democracia. Uma decisão que impede às autarquias locais de publicitarem as suas obras até às eleições é a «Lei da Rolha», é ridículo.”
Pedro Carmo adiantou ainda que “é ridículo porque os protagonistas locais não têm interferência numa eleição que se destina a eleger os representantes nacionais no Parlamento Europeu. É ridículo porque os Portugueses, em diversas ocasiões, já demonstraram que sabem diferenciar o seu voto como se comprova com as diferenciações de votos em relação aos diversos órgãos autárquicos e em função do tipo de eleições: locais, nacionais e europeias.
A Federação do Baixo Alentejo do Partido Socialista recusa esta visão tacanha da CNE, sustentada na interpretação de mais um resquício da governação PSD/CDS. Já houve um ex-líder do PSD a defender que se calhar era melhor suspender a Democracia por 6 meses, pelos vistos há quem partilhe essa ideia: a Comissão Nacional de Eleições.”
Para a Federação do PS do Baixo Alentejo “o País precisa de gente que faça, que desenvolva, que concretize e que disponibilize soluções e respostas para as pessoas e para os territórios.
O País dispensa mais uma entidade que se entretém a empatar quem quer fazer, estando em causa umas eleições europeias.”
 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
25 28
14 12
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda