PS do Baixo Alentejo critica decisão da CNE, afirmando ser uma “Lei da Rolha”
Publicado | 2019-03-13 04:34:18
 
A federação do PS do Baixo Alentejo efectuou uma tomada de posição sobre a Comissão nacional de eleições e as Autarquias Locais.
 
Em causa está o facto de a CNE querer que as Autarquias locais, durante o período eleitoral, suspendam a sua acção, prevista em planos de actividade e orçamento, sustentada em oportunidades de aproveitamento de financiamentos comunitários ou impulsionadas pelas dinâmicas das comunidades e dos territórios.
O presidente da Federação, Pedro do Carmo, sublinhou à Planície que “é uma decisão sem pés nem cabeça, sem fundamento e muita falta de senso. Estamos numa democracia. Uma decisão que impede às autarquias locais de publicitarem as suas obras até às eleições é a «Lei da Rolha», é ridículo.”
Pedro Carmo adiantou ainda que “é ridículo porque os protagonistas locais não têm interferência numa eleição que se destina a eleger os representantes nacionais no Parlamento Europeu. É ridículo porque os Portugueses, em diversas ocasiões, já demonstraram que sabem diferenciar o seu voto como se comprova com as diferenciações de votos em relação aos diversos órgãos autárquicos e em função do tipo de eleições: locais, nacionais e europeias.
A Federação do Baixo Alentejo do Partido Socialista recusa esta visão tacanha da CNE, sustentada na interpretação de mais um resquício da governação PSD/CDS. Já houve um ex-líder do PSD a defender que se calhar era melhor suspender a Democracia por 6 meses, pelos vistos há quem partilhe essa ideia: a Comissão Nacional de Eleições.”
Para a Federação do PS do Baixo Alentejo “o País precisa de gente que faça, que desenvolva, que concretize e que disponibilize soluções e respostas para as pessoas e para os territórios.
O País dispensa mais uma entidade que se entretém a empatar quem quer fazer, estando em causa umas eleições europeias.”
 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
19 19
6 8
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda