Moura- Executivo PS fala em “sobrevivência política da CDU”
Publicado | 2019-03-01 03:58:43
 
O executivo socialista da Câmara Municipal de Moura respondeu ao comunicado que a CDU emitiu sobre os 500 dias de gestão PS na autarquia.
 
No documento enviado à nossa redacção o executivo do PS sublinha que “há uma necessidade de sobrevivência política da CDU, lançando ataques ao actual executivo na Câmara Municipal de Moura procurando encobrir ou desvalorizar o trabalho que tem sido produzido em pouco mais de um ano de mandato.” 
O edil mourense Álvaro Azedo em declarações à Planície salientou que “o executivo está a fazer o seu caminho, a resolver os problemas do Concelho.  
Reparamos no constante incómodo por parte da CDU, no tocante ao trabalho que os eleitos do PS da Câmara de Moura têm desenvolvido nestes 495 dias. De facto temos feito muito trabalho.”
Álvaro Azedo adiantou que  “reprogramámos os fundos provenientes do Programa Operacional Regional do Alentejo, o Alentejo 2020, e está explicado no comunicado dos membros do executivo para onde foram os 2.233.788,81 euros, e o porquê do incómodo tão grande da CDU no tocante ao Grémio da Lavoura. É conhecido de todo o concelho o trabalho que temos desenvolvido. Também é conhecido o trabalho da CDU e o património que nos deixou”. 
Sobre a herança deixada pelo anterior executivo, o actual presidente da Câmara sublinha “ o relatório da Infraestruturas de Portugal, que existia desde 2016, a dar conta de problemas estruturais no Pontão do Matadouro, uma intervenção prevista de cerca de 100 mil euros. O relatório existente, referente à Piscina Municipal, que específica a necessidade de obras urgentes, no valor de cerca de 299 mil euros, por forma a garantir a segurança dos seus utilizadores. A acção judicial interposta pela ZUCOTEC, relativa à obra do Matadouro, em que o município poderá ter de pagar perto de 800 mil euros de indemnização, devido às inúmeras paragens da obra e alterações ao projecto. A dívida superior a 1,5 milhões de euros à Aguas Públicas do Alentejo, deixada pela gestão CDU. A dívida deixada, para com a empresa Freiplana, referente à repavimentação de vias no concelho nos meses que antecederam as últimas eleições autárquicas, sem haver dotação orçamental.”
A resposta do executivo socialista destaca, entre outras, a área social, focando a extensão do programa ABEM – Rede Solidária do Medicamento, a todo o concelho, a implementámos da oferta de fichas de atividades aos alunos dos 5.º e 6.º anos de escolaridade, bem como o Programa Municipal de Apoio à Natalidade e Adopção.
O Comunicado refere também que “Em menos de dois anos este executivo liquidou toda a dívida existente para com as Juntas de Freguesia, avançou com o Contenda Natur, a Estação Náutica, reparação de caminhos, repavimentação de rua entre outras iniciativas que mereceram a grande aceitação por parte da população, como o Castelo Encantado e a Noite Branca...”
Por ultimo o comunicado diz que “O desespero da CDU é que, a menos de metade do mandato, este executivo está a cumprir o que prometeu ao mesmo tempo que resolve os problemas herdados da longa governação CDU, em Moura.”
 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
19 24
7 8
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda