Autarcas de Moura, Mourão e Barrancos querem discutir a ZPE com governo e partidos
Publicado | 2019-02-25 05:33:15
 
As Câmaras Municipais de Moura, Mourão e Barrancos solicitaram ao Ministro do Ambiente, Ministro da Agricultura e a todos os Grupos Parlamentares audiências para apresentação da gestão sustentada da Zona de Protecção Especial (ZPE) Mourão/Moura/Barrancos.
 
O presidente da Câmara Municipal de Moura, Álvaro Azedo, sublinhou à Planície que “há um trabalho executado pelos municípios tendo consultado o ICNF, a DRAPAL, a Cooperativa Agrícola de Moura e Barrancos e a Cooperativa Agrícola de Granja – Amareleja, no sentido de criarmos condições para ter uma gestão proactiva da ZPE. Queremos que se criem condições para uma gestão de proximidade que tenha em conta os eleitos locais e cumpra a missão de contribuir para o impulso da actividade agrícola nestes sítios, garantindo sustentabilidade económica e ambiental do território.”
O autarca referiu ainda que “Pretendemos que o Governo, tendo em conta o valor ambiental, cultural e económico deste espaço, tenha uma atenção particular, para com o mesmo. Este pedido surge uma vez que os municípios temem que a manter-se a actual situação de degradação ambiental, o modo de produção agrícola, a não monitorização dos bens patrimoniais e consequente despovoamento, se esteja a caminhar inevitavelmente para a irreversível perda de riqueza.”
A Zona de Protecção Especial corresponde a uma área de 90.203 hectares nos municípios de Moura, Barrancos, Mourão e Serpa.
 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
19 19
6 8
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda