Sinistralidade rodoviária – tolerância ZERO
Publicado | 2019-01-10 04:24:35
 
O Ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, afirmou que irá estabelecer uma «intervenção de tolerância zero» e o «acompanhamento político» nas áreas com maior risco de sinistralidade rodoviária.
 
Durante a comissão parlamentar de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias, que decorreu na Assembleia da República, Eduardo Cabrita referiu que não se conforma com a subida de mortes na estrada, em 2018, acrescentando que a tolerância zero será uma «prioridade absoluta»

O Ministro disse também que 77% dos acidentes ocorreram dentro das localidades - causando a morte a 50 % das vítimas - e que um número significativo corresponde a atropelamentos. O ministro adiantou também que 
«A prioridade absoluta será trabalhar, município a município na identificação, mobilizando a intervenção das forças de segurança em articulação com as estruturas locais para que estes dados sejam inflectidos em 2019». Apesar dos número de mortos ter diminuído nos últimos dez ou vinte anos, Eduardo Cabrita afirmou que um número significativo de ocorrências locais estão associadas a níveis elevados de álcool.

«A nossa actuação será a de coordenação política de actuação da ANSR, com as forças de segurança e em diálogo muito estreito com as autarquias locais», disse o Ministro.
 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
20 21
6 5
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda