Investimento público e privado orientados para a criação de emprego
Publicado | 2019-01-03 04:35:29
 
O Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, afirmou que os investimentos público e privado «têm de ser orientados para a criação de emprego», durante a sessão de abertura do sétimo Fórum Anual de Graduados Portugueses no Estrangeiro, no Porto.
 
Manuel Heitor referiu que «está a ser cada vez mais fácil crescer» em Portugal mas sublinhou que este crescimento tem «uma relação cada vez maior com os empregadores e com aqueles que criam emprego».

«É uma realidade que conhecemos em Portugal. Temos casos excelentes, mas também temos muitas instituições longe de atingir o estado de colaboração que pretendemos», acrescentou, definindo o objectivo de reduzir a dependência do Estado e de orientar os investimentos público e privado para a criação de emprego.

O Ministro sublinhou ainda a tendência de crescimento do financiamento das universidades, realçando que desde 2015 «a dotação orçamental das instituições de ensino superior aumentou 10% e o número de estudantes aumentou 4%».

Portugal, Suécia e Noruega foram, de acordo com o último relatório da Associação Europeia das Universidades, os únicos países no contexto europeu que aumentaram o financiamento do ensino superior nos últimos três anos mas Manuel Heitor salientou a necessidade de Portugal fazer ainda mais.
 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
30 34
14 13
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda