Lançamento do Livro «Um certo e incerto Alentejo»
Publicado | 2018-12-14 04:04:32
 
É apresentado ao público, no próximo dia 15 de Dezembro, pelas 16:30, na Biblioteca Municipal de Beja – José Saramago, a obra vencedora da 1ª edição do Prémio Literário Joaquim Mestre.
 
O presidente da Associação de Escritores do Alentejo, Luís Miguel Ricardo em declarações à Planície adiantou que “ esta é a ultima fase do concurso, com o lançamento da obra. O romance intitulado Um certo e incerto Alentejo, da autoria de António José da Costa Neves, foi escolhido por unanimidade pelo júri do concurso, e a publicação acontece neste final de ano, conforme previsto no regulamento do prémio.

O Prémio Literário Joaquim Mestre foi instituído pela ASSESTA – Associação de Escritores do Alentejo em parceria com a Direcção Regional de Cultura do Alentejo e contou com o apoio do Município de Beja.”

A obra, “Um Incerto Certo Alentejo” é uma sátira desbragada sobre uma certa realidade social característica do mundo rural e, em particular, do Alentejo. Contada no presente do indicativo por um narrador que parece conhecer a trama apenas por alto, a história acompanha, do início ao fim, o percurso pouco empolgante do novo administrador da Reserva Florestal de Vale das Lampas e Azarelhas, um jovem engenheiro alentejano acabado de sair da Universidade. 

Trata-se de uma história particularmente amoral, mas feita essencialmente daquela amoralidade alentejana que foge ao estigma e ao sentimento de culpa. Como ninguém é inocente nesta história, a maldade é relativa e a redenção tanto se faz na igreja como nas tabernas. Como o narrador conclui, a dada altura, «se todos fôssemos à missa ao mesmo sítio, não haveria catedrais que chegassem».
 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
29 30
11 16
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda