Lançamento do Livro «Um certo e incerto Alentejo»
Publicado | 2018-12-14 04:04:32
 
É apresentado ao público, no próximo dia 15 de Dezembro, pelas 16:30, na Biblioteca Municipal de Beja – José Saramago, a obra vencedora da 1ª edição do Prémio Literário Joaquim Mestre.
 
O presidente da Associação de Escritores do Alentejo, Luís Miguel Ricardo em declarações à Planície adiantou que “ esta é a ultima fase do concurso, com o lançamento da obra. O romance intitulado Um certo e incerto Alentejo, da autoria de António José da Costa Neves, foi escolhido por unanimidade pelo júri do concurso, e a publicação acontece neste final de ano, conforme previsto no regulamento do prémio.

O Prémio Literário Joaquim Mestre foi instituído pela ASSESTA – Associação de Escritores do Alentejo em parceria com a Direcção Regional de Cultura do Alentejo e contou com o apoio do Município de Beja.”

A obra, “Um Incerto Certo Alentejo” é uma sátira desbragada sobre uma certa realidade social característica do mundo rural e, em particular, do Alentejo. Contada no presente do indicativo por um narrador que parece conhecer a trama apenas por alto, a história acompanha, do início ao fim, o percurso pouco empolgante do novo administrador da Reserva Florestal de Vale das Lampas e Azarelhas, um jovem engenheiro alentejano acabado de sair da Universidade. 

Trata-se de uma história particularmente amoral, mas feita essencialmente daquela amoralidade alentejana que foge ao estigma e ao sentimento de culpa. Como ninguém é inocente nesta história, a maldade é relativa e a redenção tanto se faz na igreja como nas tabernas. Como o narrador conclui, a dada altura, «se todos fôssemos à missa ao mesmo sítio, não haveria catedrais que chegassem».
 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
20 21
6 5
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda