Dia da Restauração em Santo Aleixo
Publicado | 2018-11-30 04:08:00
 
O 1.º de Dezembro é o dia em que se assinala a Restauração da Independência de Portugal, face a Espanha, em 1640.
 
A Câmara Municipal de Moura e a União de Freguesias de Safara e Santo Aleixo da Restauração comemoram esta data, assinalando a heroicidade dos santoaleixenses nas batalhas contra os espanhóis. 

O povo de Santo Aleixo teve um papel crucial durante as batalhas contra os espanhóis, tendo defendido a sua terra com bravura.

O historiador João Mário Caldeira, natural daquela povoação, referiu à Planície que “Santo Aleixo acabou por ser vítima da guerra da Restauração por dois motivos: devido à sua localização, e, por ser naquela altura, uma das aldeias mais ricas da região o que despertava a cobiça destes exércitos, que viviam da presa. Acabou por ser assaltada duas vezes, uma logo depois da Restauração e outra 3 anos depois. Na primeira vez foi atacada por paisanos, sem experiência militar, que se dedicavam a assaltar. Estes 1500 espanhóis encontraram uma pequena guarnição militar, de cerca de 50 homens, que se barricaram na aldeia, conseguindo derrotar os castelhanos. 

Em 1644, as coisas foram piores. Os espanhóis eram já um exército, comandado por um oficial holandês, ao serviço de Filipe III de Portugal, bem armados e com artilharia. Foi uma chacina completa. 

Muita gente conseguiu esconder-se na igreja, mas acabou por ser arrombada e permitir a entrada dos invasores. Os resistentes, que tinham conseguido fugir, subiram à torre da igreja e por querer ou sem querer, conseguiram rebentar os paióis e derrubar o telhado da igreja, sucumbindo os espanhóis que lá se encontravam. Este acto de coragem foi muito falado em todo o lado, tendo mesmo chegado aos ouvidos do rei.” 

A sua coragem está homenageada, no monumento situado na Praça dos Restauradores, naquela freguesia, e no Monumento aos Restauradores, em Lisboa.

As celebrações realizam-se dia 1 de Dezembro, na Praça da Restauração, com início marcado para as 14:30, com a recepção à banda do Círculo Artístico Musical Safarense, que tocará depois o Hino Nacional durante o içar da Bandeira.

Seguem-se os discursos protocolares do Presidente da União de Freguesias de Safara e Santo Aleixo da Restauração, Francisco Candeias, da Historiadora, Marisa Bacalhau, e do Presidente da Câmara Municipal de Moura, Álvaro Azedo.

Às 16:00 actuam o Grupo Coral Feminino Associação Sol da Vida, e o Grupo Coral da Casa do Povo de Santo Aleixo da Restauração, seguindo-se um lanche convívio.
 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
14 16
6 6
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda