Tribunal de Moura com 100% de adesão à greve, hoje juízes iniciam greve parcelar
Publicado | 2018-11-21 04:11:38
 
A greve nacional dos juízes de ontem, teve uma grande adesão, nomeadamente no Algarve e Alentejo, onde os tribunais de Moura, Ferreira do Alentejo tiveram 100% de adesão, como disse à Planície Domingos Mira, da Associação Sindical dos Juízes Portugueses e acrescentou que “hoje vai ter inicio a greve parcial uma vez que a reunião com a Ministra da Justiça foi inconclusiva.”
 
A contestação de hoje vai abranger o funcionamento de tribunais e secções em Almada, Aveiro, Coimbra, Évora, Lisboa e Porto.   

O magistrado sublinhou ainda que está em causa o processo de revisão do Estatuto dos Magistrados Judiciais (EMJ) “os magistrados foram desconsiderados no processo de revisão dos estatutos, uma luta que já vem dos anos 90. Os juízes não podem aceitar que se aprove um Estatuto incompleto, que não assegure de forma adequada o aprofundamento da independência judicial nem resolva bloqueios na carreira com quase três décadas, prolongando, com custos sociais desnecessários, um conflito que se arrasta já há demasiado tempo.” 

A greve parcial caso não se chegue a acordo com o Governo vai ter lugar durante 21 dias distribuídos por vários meses, assim dia 28, 29 e 30 de Novembro, de 3 a 7 de Dezembro são os mais próximos de um calendário que se estende até Outubro de 2019.

Recordamos que esta é a 4ª greve realizada pelos juízes em mais de 40 anos, sendo que a primeira foi em 1988 seguindo-se outra em 1993 e 2005.
 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
14 16
6 6
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda