Greve na função pública esta sexta-feira
Publicado | 2018-10-26 04:42:06
 
Os funcionários públicos vão estar em greve na sexta-feira em defesa de aumentos salariais, o que deverá levar ao encerramento de escolas e serviços municipais e ao cancelamento de actos médicos.
 
O dirigente da STAL, Vasco Santana disse à Planície que “as três estruturas sindicais que convocaram a paralisação e manifestam a sua convicção de que esta vai ser uma grande greve nacional na administração pública, tendo em conta o descontentamento demonstrado pelos trabalhadores”.

Vasco Santana adiantou ainda que “A descentralização” que o governo quer impor, mais não é, do que uma demissão de responsabilidades, com vista à privatização de Serviços Públicos essenciais, como a
Saúde, Educação, Segurança Social, Cultura, Ambiente e Florestas, entre outros!

A Constituição da República é clara e inequívoca: A Descentralização só faz sentido, se acontecer com um processo de Regionalização efectiva, que permita descentralizar sem tirar direitos aos trabalhadores e às populações!"

Os sindicatos da função pública e os seus representados ficaram desiludidos com o anúncio, pelo ministro das Finanças, de que o OE2019 tem uma margem de 50 milhões de euros para o crescimento dos salários.

Foram unânimes em considerar que 50 milhões de euros não chega para aumentar os trabalhadores de Administração Pública.

Embora defendam aumentos salariais diferentes, entre os 3% e os 4%, as três estruturas sindicais estão de acordo na maior parte das reivindicações, querem que o descongelamento de carreiras deixe de ser faseado, que o subsídio de refeição seja aumentado e a reposição de direitos, como os 25 dias úteis de férias.

A Frente Comum reivindica aumentos de 4% e um aumento mínimo de 60 euros, para quem ganhe até 1.500 euros. A FESAP reivindica 3,5% de aumento e o STE reivindica 3%.
 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
19 20
12 10
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda