«Os verdes» destacam problemas do Alentejo na Assembleia da República
Publicado | 2018-10-22 04:38:20
 
No quadro do debate, sobre Interioridade, decorrido na passada sexta-feira, na Assembleia da República, a deputada Heloísa Apolónia de Os Verdes confrontou o Ministro-adjunto, com a necessidade urgente de estabelecer a ligação ferroviária directa entre Lisboa e Beja e de reposição da ligação Beja/Funcheira, como um dos exemplos concretos e estratégicos para combater a interioridade.
 
A deputada considerou que, no momento em que está mais que comprovado, do ponto de vista científico, que as Alterações Climáticas vão afectar o Alentejo, o combate à interioridade nesta região passa por escolhas acertadas e como tal apontou como caminho errado e muito preocupante o olival intensivo , que como é do conhecimento público ganhou proporções descomunais no território do distrito de Beja, e como caminhos correctos o investimento e desenvolvimento da ferrovia, apontando o estabelecimento da ligação ferroviária directa entre Lisboa e Beja e de reposição da ligação Beja/Funcheira, como facilitadores da mobilidade dos cidadãos e potenciador  do aeroporto de Beja como pólo de atracção de empresas e a criação de postos de trabalho no concelho e distrito.

Na abertura da intervenção a deputada ecologista não deixou de apontar responsabilidades aos anteriores governos pelo estado de interioridade a que uma vasta área do país chegou, nomeadamente o Alentejo.
 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
18 21
8 10
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda