Área ardida aumentou no distrito de Beja, mas baixou no concelho de Moura
Publicado | 2018-10-15 04:59:55
 
Segundo os dados do relatório provisório de incêndios rurais publicado pelo Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), entre 1 de Janeiro e 15 de Setembro foram contabilizados no país 9 725 incêndios rurais que resultaram em 38 223 hectares de área ardida.
 
No distrito de Beja estão contabilizados 188 incêndios e uma área ardida de 1 339 hectares.

O distrito mais afectado, à área ardida, é Faro com 26 883 hectares, cerca de 70% da área total ardida, seguido de Bragança com 1645 hectares (4% do total) e de Braga com 1422 hectares (4% do total).

No lado oposto, com menor área ardida, estão os distritos de Leiria (39 hectares) e Évora (43 hectares). Segundo Ferro Limpo da Unidade Tecnica de Protecção Civil e Defesa da Floresta da Câmara Municipal de Moura “este ano registou-se um decréscimo significativo de ignições no que respeita a fogos agrícolas e florestais. 

Registaram-se apenas 30 ignições e foram confinadas a uma área muito reduzida de cerca de 150 há. No ano passado houve incêndios em que arderam mais de 100 há só com uma ignição. Esta redução drástica deve-se sobretudo ao dispositivo que se encontrava no terreno e ao cuidado das populações.”
 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
19 20
12 10
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda