Autarquia de Moura avança para o controlo da população de pombos na cidade
Publicado | 2018-10-04 04:46:12
 
O município de Moura, em nota de imprensa, informa que vai avançar para medidas de controlo da população de pombos na cidade. A mesma refere que “O consequente aumento da população de pombos na cidade de Moura tem levado ao agravamento de uma série de problemas junto dos munícipes, nomeadamente problemas de saúde, degradação de edifícios, danos em viaturas, entupimentos, ruído e sujidade.
 
No sentido de minimizar todos estes problemas, a Câmara Municipal de Moura, tem desenvolvido contactos junto de várias entidades com responsabilidades nesta temática, nomeadamente a Autoridade de Saúde Pública, a Direcção Geral de Saúde, a Direcção Geral de Veterinária e o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas no sentido de, em conjunto, ser encontrada uma solução para o controlo da população de pombos.”

O comunicado da autarquia adianta também que “enquanto se aguarda por uma estratégia conjunta, a Câmara após reunir os seus técnicos, decidiu avançar, no imediato, com um conjunto de acções, nomeadamente: Colocação estratégica de 5 gaiolas de captura de pombos com comedouros e bebedouros; Instalação de pombal para recolhimento dos pombos capturados na cidade; Identificação dos prédios devolutos e notificação aos proprietários para procederem à vedação dos mesmos de forma a evitar a nidificação e fixação dos pombos no interior dos edifícios; Interrupção periódica da água nos fontanários públicos e lagos: Três Bicas, Santa Comba, Jardim da Praça Gago Coutinho (vulgo jardim dos mal-encarados), com o objetivo de deslocalizar os pombos e de forma a possibilitar a sua captura.”

Por último a autarquia solícita a colaboração da população através da adopção de um conjunto de comportamentos, tais como: Proceder à limpeza de telhados e dos algerozes das suas habitações periodicamente, por forma a evitar a acumulação de dejectos e ao mesmo tempo evitar a fixação dos pombos nestes telhados; Não alimentar pombos;

Os proprietários de imóveis devem ter o cuidado de manter as janelas bem vedadas, especialmente imóveis que não se encontrem habitados.
 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
14 15
6 7
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda