A DRA do PCP afirma que «O Alentejo precisa de uma política diferente»
Publicado | 2018-10-04 04:39:21
 
Teve lugar, no passado dia 2 de Outubro, uma reunião onde a Direcção Regional do Alentejo (DRA) do PCP analisou a evolução da situação política e social, o desenvolvimento da luta dos trabalhadores e da população na região, e as tarefas do Partido, com destaque para a preparação da sua 5ª Assembleia Regional.
 
Uma das conclusões deste encontro foi o desafio de encontrar um rumo diferente para os problemas da região.

José Maria Pós de Mina, da DRA do PCP, adiantou à Planície que “a DRA do PCP tomou posição sobre a situação política, social e económica da região, que se caracteriza pela falta de resolução de alguns problemas fundamentais, no Alentejo, como exemplo, a nível das infraestruturas. Para este último é necessário lançar o desafio para que seja tratado e aprovado um programa de infraestruturas publicas para o Alentejo, com a integração no PNPOT e no PNI 2030.”

Os comunistas chegaram à conclusão que está a ser feita uma política contrária aos interesses do Alentejo, com as ausências de medidas claras que promovam o seu desenvolvimento. 

Nesta reunião foram ainda avaliadas a luta e as movimentações dos trabalhadores, a jornada de luta agendada para 15 de Novembro, a situação do partido e a necessidade do seu reforço.
 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
17 15
5 7
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda