18 anos de prisão para professor de Beja por abuso sexual de menores
Publicado | 2018-09-27 04:31:09
 
Ontem foi lido o acórdão a pouco mais de 10 meses após a detenção do docente, de 48 anos de idade, que abusou sexualmente de quatro crianças e maltratou outra, entre 2015 e 2017, na escola básica da aldeia de Salvada, no concelho de Beja, e tinha ainda fotografias pornográficas de menores no seu computador.
 
O professor do ensino primário acusado de 536 crimes de abuso sexual de crianças estava em prisão preventiva no Estabelecimento Prisional de Beja, foi detido pela Polícia Judiciária no dia 22 de Novembro de 2017 foi agora condenado a 18 anos de prisão. 

Os crimes que lhe foram imputados pelo Ministério Público compreendem 534 crimes de abuso sexual de crianças, um crime de pornografia de menores e outro de maus tratos, num total de 536 crimes, tendo o processo sido julgado por um colectivo de juízes no Tribunal Judicial de Beja.
 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
14 15
6 7
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda