Diminui o número de portugueses que leva os filhos de carro para a escola
Publicado | 2018-09-25 04:20:04
 
Quebra de 17 pontos percentuais face ao registado em 2017 No ano em que a Semana Europeia da Mobilidade tem como tema o “transporte multimodal”, o Observador Cetelem Regresso às Aulas partilha quais os meios de deslocação mais utilizados pelos portugueses até aos estabelecimentos de ensino.
 
A opção preferida continua a ser o carro (45%), mas os transportes públicos parecem convencer cada vez mais os portugueses, com 32% das escolhas. 

O regresso às aulas é muito mais do que a compra de novo material escolar e trabalhos de casa. É altura também, de regressar às rotinas do dia-a-dia, como acordar cedo e ir para a escola.

Quando questionados pelo Observador Cetelem Regresso às Aulas 2018 sobre as várias formas de transporte utilizadas para estas deslocações, os carros continuam a ser o veículo de eleição, mencionados por 45% dos inquiridos. No entanto, assiste-se a uma diminuição acentuada em relação aos valores do ano passado, menos 17 pontos percentuais, o que parece ser um bom indicador quanto a uma maior vontade dos portugueses em deslocar-se de outra forma que não apenas o transporte individual.

Consequência da quebra na utilização do automóvel para as deslocações casa-escola, escola-casa, os transportes públicos são agora mais utilizados, sendo a segunda opção mais utilizada, 32% em 2018 contra 29% em 2017. Também as deslocações a pé registaram aumentos consideráveis (29%), em comparação com os 16% do ano transacto.
 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
17 15
5 7
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda