O incendiário suspeito de atear fogos em Moura ficou no domicílio com pulseira electrónica
Publicado | 2018-09-24 12:17:15
 
No seguimento da detenção, na madrugada de ontem, do homem de 43 anos, residente em Moura, por crime de incêndio florestal, no concelho de Moura. O detido foi presente a primeiro interrogatório Judicial no Tribunal de Moura, dia21 de setembro, tendo sido aplicada a medida de coação de permanência no domicílio, com vigilância através de meio electrónico - pulseira electrónica.
 
 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
14 15
6 7
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda