Usar desfibrilhador pode ser obrigatório para quem tirar carta de condução
Publicado | 2018-08-23 00:13:02
 
Os novos condutores vão passar a ter formação obrigatória no uso do desfibrilhador automático externo (DAE) enquanto tiram a carta, independentemente da categoria. A medida surge da recomendação do Grupo de Trabalho criado pelo Ministério da Saúde para estudar a requalificação do Programa Nacional de Desfibrilhação Automática Externa, criado em 2009.
 

O objectivo do Ministério da Saúde é ter cada vez mais pessoas capazes de socorrer vítimas em paragem cardio-respiratória (PCR), aumentando a possibilidade de sobrevivência.

A notícia, avançada pelo Jornal de Notícias salienta que o número de desfibrilhadores em locais públicos irá aumentar nos próximos anos, depois de o grupo de trabalho ter detectado “importantes lacunas” nos registos dos casos em Portugal.

A DAE é um instrumento de fácil utilização pelo que a formação obrigatória do DAE poderá chegar a abranger os alunos do ensino secundário e dos cursos superiores de Ciências da Saúde e de Desporto. Actualmente, em casos excepcionais, os desfibrilhadores podem ser utilizados por pessoas que não têm formação sob instruções do INEM.

 



Leia esta notícia na integra na edição impressa do Jornal «A Planície»
Untitled Document Untitled Document Untitled Document
36 36
16 18
 
 
 
 
 
 
 
 
Untitled Document
 
    © 2015 - Sociedade Editorial Bética, Lda